Desde 1927

O pioneirismo sempre foi uma das marcas do Cine Theatro Brasil. Primeiro prédio da cidade sob a influência do estilo Art Déco, o edifício foi projetado pelo arquiteto Alberto Murgel e inaugurado na Praça Sete em 14 de julho de 1932. Um marco na arquitetura provincial de BH.

Inspirado na arquitetura francesa, com volumes geométricos bem definidos, pouca ornamentação, vitrais de ferro e vidro martelado e revestimento das fachadas em pó de pedra, a construção também foi pioneira na utilização de concreto armado, importado da Inglaterra.

Durante alguns anos, o Cine Theatro Brasil foi o prédio mais alto de Belo Horizonte. O fascínio por conhecer a cidade do alto era tamanho que as pessoas pagavam ingresso para visitar o terraço, de onde se avistava toda a Serra do Curral.

Seu estilo arquitetônico abriu caminho para novas edificações nas duas décadas seguintes. Os edifícios Ibaté (Rua São Paulo), Capixaba (Rua Rio de Janeiro), o Centro dos Chauffeurs (Rua Acre) e as sedes da Prefeitura Municipal e dos Correios (Av. Afonso Pena) são bons exemplos.

Essa tendência fez com que Belo Horizonte se tornasse uma das cidades brasileiras de referência no estilo Art Déco.

Um espaço para todos

Como o próprio nome já diz, o Cine Theatro Brasil foi construído como um espaço para abrigar as diversas formas de arte: teatro, ópera, música e, claro, o melhor da sétima arte. Ao longo dos anos, o espaço tornou-se também ponto de encontro da sociedade belo-horizontina e recebia os tradicionais bailes de carnaval que aconteciam nos foyers.

Além do antigo teatro com 1.827 lugares, durante décadas, o prédio abrigou dezenas de salas comerciais. Ali funcionou o tradicional Bar Brasil e o primeiro Restaurante Popular, inaugurado por Juscelino Kubitschek em 1º de maio de 1952.

LINHA DO TEMPO

  • 1927

    Início da construção daquele que seria o prédio mais alto de Belo Horizonte, o Cine Theatro Brasil. A jovem capital planejada de Minas Gerais completava 30 anos e sua população era de apenas 40 mil habitantes.

    1932

    Em 14 de junho, foi inaugurado o Cine Theatro Brasil. Na estreia, foi exibido o filme “Deliciosa”, produção norte-americana estrelada por Janet Gaynor e Raul Roulien. O ator esteve presente e mais de 5 mil pessoas se amontoaram na inauguração, em duas sessões.

    1970

    A Seleção Brasileira era tricampeã do mundo enquanto o cinema hollywoodiano explodia com suas produções. Diante desse enorme sucesso, o Cine Theatro Brasil foi adaptado para receber exclusivamente sessões de cinema.

  • 1990

    Surgem os shoppings centers e, com eles, um novo conceito de lazer e consumo, com cinemas considerados mais seguros e confortáveis. As salas de rua começam a entrar em declínio em todo o Brasil.

    1999

    Sem conseguir resistir à desleal concorrência das salas de cinema multiplex, o Cine Brasil encerra suas atividades. O espaço que marcou gerações exibiu filmes clássicos, como: Charles Chaplin, Mazzaropi e Os Trapalhões. O último filme foi “O Especialista”, de Sylvester Stalone.

    2006

    Após sete anos de incertezas, a Fundação Sidertube adquire o prédio e inicia o processo de restauração, com o intuito de transformá-lo em um novo centro de cultura para a população de Belo Horizonte.

  • 2013

    O Cine Theatro Brasil Vallourec é reinaugurado e reaberto para a população mineira, com a exposição Guerra e Paz, de Cândido Portinari.

Conheça os espaços

Terraço Brasil

Um amplo salão, com capacidade para até 500 pessoas, equipado para receber festas e recepções de grande porte. Construído durante a reforma do prédio, o terraço conta com dois mezaninos e área total de 923 m².

Conheça o Terraço

Museográficos e Galerias

Os dois andares de galerias recebem programação que inclui exposições de arte, mostras, coquetéis e eventos empresariais. Adaptados durante a reforma do prédio, os espaços contam com uma passarela de vidro, que confere leveza e modernidade.

Museográficos e Galerias

Teatro de Câmara

Indicado para espetáculos e eventos de pequeno e médio porte, seu acesso é feito de maneira independente. A estrutura conta com as poltronas originais restauradas do antigo Cine Theatro Brasil. A capacidade é de 200 pessoas.

Teatro de Câmara

Grande Theatro Unimed-BH

Com capacidade para 1 mil pessoas, o espaço é ideal para grandes espetáculos e eventos. Sua estrutura conta palco tipo italiano e o ambiente une o charme e a elegância do início do século XX com conforto e tecnologia de ponta.

Conheça o Grande Theatro Unimed-BH