02 de setembro de 2021 • Mostra de Cinema

Box Cine Brasil ganha novo ciclo sobre filmes clássicos!

Neste segundo ciclo, o projeto oferece, gratuitamente, um conjunto de obras clássicas memoráveis.

No coração desta nova temporada do Box Cine Brasil, pulsa o desejo de fomentar a discussão sobre os filmes que instituem a biografia do cinema clássico. Com tal objetivo, a programação da mostra oferece ao público do Cine Theatro Brasil Vallourec uma chance para ver ou rever um conjunto de obras verdadeiramente memoráveis. Aqui, estão presentes os trabalhos de cineastas como John Ford, Charles Chaplin e Alfred Hitchcock.

Entre os dias 06 de setembro e 03 de outubro, quatro obras marcantes do cinema clássico serão disponibilizadas gratuitamente aqui no site, sem necessidade de cadastro. As obras ficaram disponíveis de segunda a domingo, um título por vez. Além disso, para alcançar o propósito de ampliar a reflexão sobre a sétima arte, junto aos filmes, um conjunto exclusivo de vídeos, gravados com especialistas, será disponibilizado gratuitamente no canal “Cine Theatro Brasil Vallourec” no YouTube – trata-se de um material complementar, capaz de fortalecer o diálogo entre o cinema e os espectadores.

A curadoria da mostra é realizada por Rodrigo Azevedo, com produção de Gabriela Barbosa e apoio do designer Diego Reis e da plataforma Coioteflix, composta por Bruno Paiva e Thiago Santos. Patrocínio: Lei Federal de Incentivo à Cultura, Ministério do Turismo por meio da Secretaria Especial de Cultural, Instituto Unimed-BH, Vallourec. Realização: Cine Theatro Brasil Vallourec.

CICLO 2 – O QUE É DITO NO SILÊNCIO

Dois mestres do cinema, em “O Inquilino” e “Luzes da Cidade”, pela comédia e pelo suspense, desenvolveram ainda no cinema silencioso profundas e magnéticas relações entre os protagonistas de seus filmes. Fizeram isso construindo um curioso jogo de olhares que parece seduzir a própria mise en scène das narrativas.

Tal jogo se estende, mas de forma distinta, renovada, em meio ao roteiro prolixo de “Jejum de Amor” e no texto afiado de “Ladrão de Alcova”. Nas obras selecionadas para o segundo ciclo do Box Cine Brasil, Chaplin, Hawks, Lubitsch e Hitchcock expressam, de forma sensível, a densidade das conexões e dos afetos humanos.

Títulos em exibição:

Luzes da Cidade
(City Lights | 1931 | Direção: Charlie Chaplin | EUA | Livre)

Carlitos (Charles Chaplin), o vagabundo, impede um homem rico (Harry Myers), que está bêbado, de tirar a própria vida. Grato, ele o convida até sua casa e se torna seu amigo, mas esquece completamente o que aconteceu quando recupera a sobriedade, o que o leva a tratar o vagabundo de forma bem diferente. Ao mesmo tempo, Carlitos se interessa por uma florista cega (Virginia Cherrill), e passa a ajudá-la com o aluguel atrasado e a recuperar a visão. Só que ela pensa que seu benfeitor é, na verdade, um milionário.

Disponível de 06 de setembro até 12 de setembro.

 

 

Ladrão de Alcova
(Trouble in Paradise | 1932 | Direção: Ernst Lubitsch | EUA | 10 anos)

Gaston (Herbert Marshall) e Lily (Miriam Hopkins) são uma dupla de trambiqueiros de alto nível. Eles escolheram viver uma vida de crimes, e não veem grandes problemas nisso. Tudo vai bem até que eles se deparam com uma certa mulher de grande fortuna. Logo, eles buscam um jeito de botar as mãos em tal fortuna; Gaston resolve seduzi-la, mas ele próprio vai cair nas armadilhas que armou.

Disponível de 13 de setembro até 19 de setembro.

 



Jejum de Amor
(His Girl Friday | 1940 | Direção: Howard Hawks | EUA | Livre)

Rosalind Russel (Hildy Johnson) é uma repórter debochada que não resiste a um bom furo jornalístico. Ela trabalha para o seu ex-marido, mas está decidida: vai deixar o emprego e se casar com um corretor de seguros sem graça. Com o objetivo de manter a ex-esposa por mais um tempo na redação, Walter Burns (Cary Grant), cheio de ciúmes, coloca nas mãos dela uma história irresistível. Assim, ela acaba se estendendo no trabalho, e o transformando numa arena, onde os dois protagonistas travam intensos duelos verbais.

Disponível de 20 de setembro até 26 de setembro.

 

O Inquilino
(The Lodger: A Story of the London Fog | 1927 | Direção: Alfred Hitchcock | EUA | Livre)

Primeiro suspense de Hitchcock, “O Inquilino” é baseado num livro de Marie Belloc Lowndes, que tomou por inspiração os casos de “Jack, o Estripador” para contar uma história sobre um assassino em série, que extermina mulheres loiras nas enevoadas noites de Londres. O filme acompanha a proprietária de uma pensão, que suspeita que seu novo inquilino é o assassino procurado na cidade. E, para piorar, sua filha faz o perfil das vítimas do assassino.

Disponível de 27 de setembro até 03 de outubro.

 

Não arrisque perder o espetáculo que você está esperando!

Receba tudo por email!

(não enviaremos spam!)

Confira também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *