Grande Theatro Unimed-BH
Show
25 de Fevereiro

Beatles para Crianças

Show | Livre | 60min.

Beatles Para Crianças

No encarte do disco, o grupo traz o manual do rock com dicas de como aproveitar seu “primeiro show de rock” e informações para curtir o “primeiro CD de rock”. No final do show criançada recebe o certificado #meuprimeiroshowderock. Na arte do livreto, músicos são representados por desenhos. Entre as novidades, está previsto ainda para este ano um livro de histórias em quadrinhos chamado Beatles Heróis

É recomendado se preparar para uma aventura divertidíssima quando os músicos do BPC – Beatles para Crianças subirem ao palco. O espetáculo reúne os sucessos do quarteto de Liverpool, com arranjos originais, entre eles I Want To Hold Your hand, All My Loving e Yellow Submarine, mesclando histórias contadas e cantadas.

Primeiro vale aprender os quatro movimentos básicos do rock, seguindo o convite da banda: 1. Levante os braços, soque o ar. 2. Balance a cabeça. 3. Dance loucamente. 4. Por fim, faça o solo imaginário de guitarra, mais conhecido como air guitar. Depois é se deixar tomar pelo entusiasmo, entrar na brincadeira de dançar, cantar e conhecer canções históricas dos Beatles para no final receber o certificado de #meuprimeiroshowderock.

O show abre com a projeção de uma animação do jogo de videogame RockBand e a banda convida as crianças para subirem ao palco e tocar Blackbird com os mais de 70 instrumentos musicais e objetos sonoros que estão em cena. Duas músicas depois, com a plateia já incendiada de energia e animação, é a vez dos pais e adultos formarem um grande coral no palco cantando Twist and Shout. Momento emocionante é quando as luzes se apagam e os celulares se acendem, criando aquele mar de luzes que todo show de rock tem.

No texto de apresentação do primeiro disco do BPC – Beatles Para Crianças, o crítico especializado em programação infantil Dib Carneiro Neto dá o mapa da mina ao avalizar o trabalho do grupo que, tudo indica, ruma a uma carreia promissora. Ao reproduzir sua experiência com o show e o CD do BPC com referências ao psicanalista e educador mineiro Rubem Alves (1933-2014) e ao neurolinguista inglês Oliver Sacks (1933-2015), o jornalista, crítico e dramaturgo coloca o trabalho em lugar de destaque entre as obras dedicadas às crianças.
“Mais do que um mero divertimento, também há um forte componente de ‘iniciação musical’ em todo o projeto Beatles Para Crianças”, escreve Dib. Tanto nos shows como no CD de estreia, o grupo deixa clara sua intenção.

Para o educador, músico e diretor musical Fábio Freire (formado em Música e Arte, pós-graduado em Arte Educação, idealizador, vocalista e violonista do BPC), “a ideia do projeto Beatles para Crianças ultrapassa a realização de shows e a gravação de CDs. Somos músicos e educadores. Queremos levar referências para as crianças, unir as famílias em algo comum, gerar conteúdo de qualidade para todas as crianças e jovens. O CD será uma das nossas ferramentas para cumprir esse combinado”.

Criado em 2011, dentro de uma escola, numa iniciativa de aumentar o repertório das crianças nos intervalos das aulas, o projeto Beatles para Crianças estreou em show em 2014. Dois anos antes, Fábio Freire havia sido selecionado pelo programa Fantástico, da Rede Globo, em uma campanha para divulgar a turnê brasileira de Paul McCartney. Sem pretensão, o músico enviou vídeos com uma apresentação do início do BPC ainda em um intervalo de escola. A “bênção” do Beatle aconteceu em Recife e ajudou ainda mais a impulsionar a carreira do grupo.

A partir de então, Fábio Freire teve a certeza de que deveria continuar com o projeto. Em 2014, convidou o amigo, parceiro, ator e também educador Gabriel Manetti (formado em Artes Cênicas com pós-graduação em Dramaturgia) para ingressar no projeto. Criaram o roteiro do show, com histórias e projeções. Fabio Freire e Gabriel Manetti se uniram a mais três músicos para o show: Eduardo – Ludi – Puperi (guitarras e teclado), Humberto Zigler (bateria) e Johnny Frateschi (baixo).

O projeto foi dando certo, com lotação de público. Sesc Ipiranga e Teatro UMC abrigaram os primeiros shows. A ideia de se apresentar para toda a família, unindo gerações, estava sendo muito bem-aceita, com casas lotadas. A crítica também foi positiva. E até agora eles já se apresentaram para mais de 50 mil pessoas em diversos locais e situações e em mais de 200 shows.

O CD e outros projetos
O disco de estreia do projeto BPC – Beatles para Crianças começou a ser gravado em maio de 2016, em parceria com o estúdio A Voz do Brasil e a gravadora MCD (conhecida por lançar discos do grupo A Palavra Cantada, Barbatuques e Tiquequê), reunindo 15 canções dos Beatles e histórias e surpresas do show. No encarte, do “primeiro CD de rock” da criançada há um manual do rock, um livreto com histórias sobre o gênero musical, os movimentos do ritmo e ilustrações dos momentos mais marcantes. A retranca Você sabia que…? traz dados sobre a história da guitarra, a formação da bateria, do teclado e do baixo, entre outras.

“Cada vez mais o projeto Beatles Para Crianças abre novas fronteiras para oferecer conteúdo de qualidade para as crianças e suas famílias. Nossa produção caminha no sentido de dar continuidade na experiência vivida durante o show. Nessa busca criamos o projeto Coral BPC, que reúne mais de 30 crianças em encontros semanais de muita música, teatro e jogos. O repertório do coral não podia ser outro a não ser as canções dos Beatles e os arranjos criados com muito carinho pela banda BPC.”

O grupo criou canais na internet e abriu espaço de conversa entre o grupo e as famílias. No youtube estão as histórias contadas nos shows acompanhadas por ilustrações. Os músicos também selaram parceria com o UOL Educação, onde oferecem cursos de instrumentos e construção de instrumentos para as crianças e pais fazerem em casa.

As novidades da banda não param por aí. Já está lançado o livro Beatles Heróis (Editora Matrix), que num formato híbrido de histórias em quadrinhos com textos em prosa apresenta os integrantes do Beatles Para Crianças como super-heróis.

Ficha técnica

Ficha técnica do show
Fabio Freire – voz, guitarra, violão, ukulele e charango. Gabriel Manetti – voz e percussão.
Edu (Ludi) Puperi – guitarra, violão, teclado e vocais. Johnny Frateschi – baixo e vocais.
Humberto Zigler – bateria e percussão. Rafaela Perticarrari e Vic Ariante – produção geral e projeção.

Outros eventos que você pode gostar

Na Varanda
Show

18 de Janeiro

Música na Varanda – Amorina – Solidão e Tempo

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
Na Varanda
Show

25 de Janeiro

Música Na Varanda – Natália Pessoa – Meu Canto

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
Na Varanda
Show

01 de Fevereiro

Música Na Varanda – Dóris Canta Sambas e outras Canções

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
Na Varanda
Show

08 de Fevereiro

Música Na Varanda – Grito de Carnaval

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
COMPRE SEU INGRESSO
DIAS E HORÁRIOS
  • Domingo, 25 de fevereiro às 17h
PREÇOS
  • INTEIRA R$100
  • MEIA R$50
  • PROMOÇÃO ITAUCARD 50% R$50
  • Promoção Solidária - Trazendo 1 kg de alimento não perecível no dia do evento R$60

Bilheteria: Av. Amazonas, 315 – Centro.
Funcionamento: Seg - Sáb: 11:00 - 21:00 e Dom:11:00 - 19:00.
Horário especial nos feriados.
Telefone: (31) 3201.5211 ou (31) 3243.1964

A Partir de 1/12, de acordo com decreto n° 8.537 de 5 de outubro de 2015, só serão vendidos ingressos de “meia entrada de estudantes”, para aqueles que tiverem as CIEs ( Carteiras de Estudantes ) com os seguintes requisitos:
- Nome completo e data de nascimento do estudante
- Grau de escolaridade
- Foto do estudante
- Nome da instituição de ensino ao qual o estudante está matriculado
- Data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição
- Certificação digital observando o disposto no inciso 2º do Art 1º da lei nº 12.933 de 2013
. O decreto n° 8.537, não permite que os estabelecimentos aceitem boletos ou carteirinhas de cursos, como comprovantes para a compra da meia entrada.

Não arrisque perder o espetáculo que você está esperando!

Receba tudo por email!

(não enviaremos spam!)