Grande Theatro Unimed-BH
Comédia
22 de Fevereiro

Até que o face ou zap zap nos separe!

Comédia | 16 anos | 60min.

ATÉ QUE O FACE OU ZAP ZAP NOS SEPARE!

O espetáculo leva para o palco situações engraçadas e trágicas que ocorrem com os usuários das novas redes sociais. Apresenta assim, um enredo divertidíssimo sobre como o uso exagerado dessas tecnologias podem afetar nossas vidas em diversos âmbitos, desde às relações amorosas às relações profissionais. Com bom humor o espetáculo desperta uma reflexão sobre os riscos do uso excessivo e de uma exposição virtual desmedida no mundo virtual.

De forma descontraída, e utilizando recursos multimídia, o espetáculo traz à tona a história de um casal (Carlos Eduardo e Emanuelle) que tem sua vida e a relação amorosa perturbada devido a fatos revelados no facebook e no whatsapp. Esses fatos são responsáveis pela perda do emprego de Carlos e separação do casal. Ao refletirem sobre todo o ocorrido, acabam reconciliando o noivado e, finalmente, se casam.
Após o casamento um acidente leva o espetáculo a um final surpreendente que, além de proporcionar novas situações divertidas, faz, com sutileza e muito humor, um alerta sobre o uso excessivo das redes sociais. Entre essas situações, outros personagens como Venceslau (Técnico de computador), Maristela (A sogra), Charlene (Faxineira), Pezão (Galanteador ex-namorado da Emanuelle) são revelados.

Venceslau é um técnico de computador que descobre tudo sobre o passado de Emanuelle através do computador que ela pediu para consertar, deixando-a furiosa e triste por saber que outra pessoa visualizou e possui seus “arquivos pessoais”. A mãe de Carlos é a sogra rara, pois ela sempre fica do lado da nora porque considera seu filho de 30 anos de idade uma criança. Moderna, viúva, bêbada e livre, ela aconselha o filho a reatar o noivado. Charlene é uma faxineira jovem que saiu do interior do Ceará para trabalhar na casa do casal. Traída pelo ex-namorado, ela resolve se vingar postando fotos e vídeos sensuais na rede. Pezão, vulgo Antônio Mangueiras, é um galanteador que finge ser Espanhol. Ele é o pivô do conflito central do espetáculo, pois é o primeiro a revelar arquivos pessoais sensuais de Emanuelle para seu noivo Carlos Eduardo. Daí começa a confusão com muito riso.

SINOPSE
Um casal tem a vida virada de cabeça para baixo depois de cair na rede acontecimentos comprometedores e bizarros do passado. De forma bem engraçada, o espetáculo revela e nos faz refletir sobre algumas consequências que podem ocorrer com o uso exagerado das novas tecnologias e redes sociais. O espetáculo traz a tona diversos personagens engraçados que representam o comportamento cotidiano de muitos de nós. Um espetáculo divertido para o grande público, para quem utiliza e também para quem não tem interesse, mas conhece alguém que não vive sem as redes sociais.

BU PRODUÇÕES DE TEATRO
A BU é uma produtora teatral que possui o objetivo social de produzir e difundir espetáculos teatrais que instigam, de forma lúdica, divertida e sem reforçar preconceitos, a reflexão sobre temas atuais, presentes no cotidiano brasileiro. De forma interativa, seus espetáculos permitem que o público participe ativamente do enredo. A empresa busca utilizar de linguagem e estética populares no intuito de proporcionar espetáculos lúdicos, com novas ideias, para estimular o enriquecimento cultural da população, a reflexão e a formação de pensamento. Possui o objetivo de contribuir para a formação de plateia utilizando em seus espetáculos uma linguagem acessível, o que possibilita a compreensão e identificação da população em geral. Seu mais novo espetáculo é “Até que o face ou zap zap nos separe! Nos uma ou nos mate!”. ATÉ QUE O FACE OU ZAP ZAP NOS SEPARE! NOS UMA OU NOS MATE!
O espetáculo estreou em Belo Horizonte – MG no dia 19 de março de 2015 no teatro da Maçonaria e desde então foi apresentado em diversos festivais de teatro e cidades de Minas Gerais: Lagoa Santa, Oliveira, Ouro Branco, Pedro Leopoldo, Curvelo, Congonhas, Nova Lima, Pará de Minas, João Molevade, Caeté, Itairito, Ouro Preto, Barão de Cocais, Sete Lagoas, Contagem, Ibirité, Itaúna e outras. Conquistou em um ao de existência mais de 20.000 espectadores. Hoje chega a marca de quase trinta mil espectadores.

Outros eventos que você pode gostar

Grande Theatro Unimed-BH
Comédia

23 e 24 de Janeiro

Desculpa, Não Estamos na TV

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
Teatro de Câmara
Comédia

25 a 27 de Janeiro

Casal TPM

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
Grande Theatro Unimed-BH
Comédia

25 a 27 de Janeiro

GUARA-PA-RIR

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
Grande Theatro Unimed-BH
Comédia

26 de Janeiro

Manda Quem Pode, Obedece Quem é Marido

INFORMAÇÕES E INGRESSOS
COMPRE SEU INGRESSO
DIAS E HORÁRIOS
  • Sexta, 22 de fevereiro às 21h
PREÇOS
  • INTEIRA R$ 40
  • MEIA R$ 20
  • Preços Populares nos postos do SINPARC R$ 18
  • Os ingressos serão vendidos na bilheteria física do teatro, no dia do evento, uma hora antes do início do espetáculo.

Bilheteria: Av. Amazonas, 315 – Centro.
Funcionamento: Seg - Sáb: 12:00 - 21:00 e Dom: 15:00 - 20:00.
Horário especial nos feriados.
Telefone: (31) 3201.5211 ou (31) 3243.1964

Loja Eventim - Shopping 5ª Avenida (sujeito a taxa de conveniência)
Rua Alagoas, 1314
Loja 20C– Savassi
BR - 30130-160 - Belo Horizonte

A Partir de 1/12, de acordo com decreto n° 8.537 de 5 de outubro de 2015, só serão vendidos ingressos de “meia entrada de estudantes”, para aqueles que tiverem as CIEs ( Carteiras de Estudantes ) com os seguintes requisitos:
- Nome completo e data de nascimento do estudante
- Grau de escolaridade
- Foto do estudante
- Nome da instituição de ensino ao qual o estudante está matriculado
- Data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição
- Certificação digital observando o disposto no inciso 2º do Art 1º da lei nº 12.933 de 2013
. O decreto n° 8.537, não permite que os estabelecimentos aceitem boletos ou carteirinhas de cursos, como comprovantes para a compra da meia entrada.

Não arrisque perder o espetáculo que você está esperando!

Receba tudo por email!

(não enviaremos spam!)